quinta-feira, 11 de março de 2010

Essas coisas são naturais no futebol!

Está foi a resposta do prefeito de Veránópolis ao ser questionado por ser acusado de rascismo pelo presidente do clube de futebol São José de Porto Alegre.
Uma confusão durante uma partida do Campeonato Gaúcho deixou o prefeito Waldemar de Carli, em maus lençóis. O dirigente da cidade acompanhava o jogo entre o time local e o São José, equipe de Porto Alegre, quando se envolveu em um tumulto nos camarotes do estádio Antônio David Farina. Carli teria praticado atos de racismo ao chamar integrantes do clube visitante de “macacos”.
É um absurdo saber que o prefeito, uma pessoa pública, conhecida do povo tenha atitudes como esta.
Racismo é uma afronta aos Direitos Humanos. E deve ser tratado com dureza pelas autoridades e por todos que têm consciência de que os seres humanos são diferentes sim nos seus jeitos e cores, mas iguais em seus direitos como pessoa. Racismo é crime e ignorância. Quem o pratica deve ser punido com o rigor da Lei.
O que existe por aqui é muito racismo camuflado e que todo mundo faz questão de não enxergar. Os alvos, mesmo que inconscientemente, sempre são os mesmos: Os negros. E aí nos deparamos com respostas como estás, de que é algo normal chamar o outro de macaco, negão ou demais sinônimos pejorativos.
Segundo a Constituição Brasileira, qualquer pessoa que se sentir humilhada, desprezada, discriminada, por sua cor de pele, pode recorrer a um processo judicial contra quem cometeu tal discriminação. Mas, neste país, a verdade é que ninguém encara isto seriamente e ainda presenciamos cenas como esta. É revoltante!
O caso já foi registrado na delegacia de Veranópolis pelos integrantes do clube visitante. Agora é aguardar que a lei seja cumprida.
Confira a entrevista na íntegra:
http://videos.r7.com/prefeito-de-veranopolis-rs-e-acusado-de-racismo/idmedia/7a2de6bcc88f490e39a008697fa2b8ff-1.html

Um comentário:

  1. Mas ahhh!!! Tá muito massaaaaa!!! Bjs e parabéns pelo blogs!!!!

    ResponderExcluir